Icsi - (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide)

Icsi

A é ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide) é um dos tratamentos mais avançados para a infertilidade. Devendo ser realizado por uma profissional de confiança e especialista em fertilização, o procedimento é a solução ideal para quem quer ter um bebê, mas cujas condições biológicas não favorecem a fertilização.

 

Ao longo do texto, vamos explicar exatamente como funciona esse tratamento para que você possa entender melhor como ele funciona e descobrir se pode ser uma opção no seu caso. Porém, lembre-se de que as informações disponibilizadas aqui dependem de cada paciente e, para saber se você pode passar pelo tratamento, é preciso entrar em contato diretamente com a ginecologista. 

 

O que é fertilização in vitro?

 

Infelizmente, ter um bebê nem sempre é tão fácil quanto pode parecer. Problemas de fertilidade atingem uma parcela considerável da população e a gestação pode se tornar um problema não apenas para começar a criar uma família, mas também prejudicando relacionamentos.

 

Por isso, a fertilização in vitro surgiu como uma opção para solucionar esses casos. O procedimento consiste na fecundação do óvulo em laboratório, já que a possibilidade de que isso aconteça no próprio corpo da mulher é reduzida. Na versão clássica do procedimento, o óvulo e o espermatozoide são posicionados em uma placa e a fecundação acontece de forma semelhante ao natural.

 

Porém, com o tempo, já surgiu uma nova possibilidade que conta com a mais alta tecnologia para aumentar as chances de uma gravidez bem-sucedida. Estamos falando da ICSI! 

 

O que é ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide)?

 

A ICSI consiste em um método de fecundação avançada com alta taxa de concepção. O procedimento é considerado um aprimoramento da fertilização in vitro clássica, mas também consiste em um tratamento de reprodução assistida. 

 

Sua realização consiste em injetar um espermatozoide selecionado do sêmen do parceiro ou de um doador diretamente no óvulo maduro. A agulha utilizada para isso é o mais fina possível e deve ser guiado por uma profissional especializada no procedimento para garantir as taxas altas de fertilização. 

 

Após a injeção, a fertilização é verificada em um período que pode variar entre 17 e 21 horas. Nesta etapa de monitoramento, verifica-se se os embriões estão se desenvolvendo bem para que possam ser transferidos para o útero da futura mamãe ou a mulher que vai gestar a criança. 

 

Como funciona a ICSI?

 

A injeção intracitoplasmática de espermatozoide é sempre realizada em laboratório. Antes de mais nada, é feita a estimulação da produção de gametas na mulher e no homem. Esta etapa é realizada com o apoio de medicamentos, em sua maioria injetáveis e sempre indicadas pela profissional responsável pelo tratamento. 

 

Em seguida, os gametas são coletados e suas condições avaliadas. No caso dos homens, a etapa de análise também tem como objetivo garantir a concentração de espermatozoides no sêmen e, com isso, escolher aqueles que são mais capacitados para a fertilização. 

 

Após a fertilização do óvulo e a garantia de que ele está viável, o mesmo é transferido para o útero da mulher. Então, recomenda-se fazer o teste de gravidez no período de 10 a 12 dias para verificar o resultado. 

 

Qualquer pessoa pode fazer a ICSI? 

 

O procedimento é indicado nos seguintes casos: 
•    Disfunções ovulatórias;
•    Infertilidade sem causa aparente;
•    Endometriose;
•    Baixa reserva ovariana e;
•    Fatores masculinos graves.

 

Os fatores masculinos graves incluem casos de infertilidade obstrutiva ou não obstrutiva, vasectomia prévia, oclusão inflamatória, ausência congênita do ducto deferente e a insuficiência testicular, responsável pela ausência de espermatozoides no sêmen.

 

A ICSI garante a gravidez? 

 

Infelizmente, não existe nenhum método de fertilização in vitro que tenha uma taxa de sucesso de 100%. Porém, o procedimento conta com um dos maiores índices da área da saúde, alcançando a marca de 40% de taxa de sucesso.

 

Os fatores que mais influenciam no resultado são a idade da mulher e a qualidade dos espermatozoides. Além disso, a escolha de uma profissional especializada também pode impactar no resultado. 

 

Quanto custa a ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide)?

 

Antes de consolidar um orçamento, será preciso agendar uma consulta inicial com a ginecologista. Nesta etapa, a profissional vai recolher mais informações sobre o histórico de saúde do casal (ou, no caso de doadores, da mulher que vai gestar o bebê), avaliar as necessidades de cada pessoa e solicitar os exames necessários para avaliar a possibilidade de realizar a fertilização in vitro.
Após os resultados dos exames, será possível formular o preço do tratamento. Como o valor depende de cada paciente, o ideal é entrar em contato diretamente com a profissional para saber mais sobre o procedimento. 

 

Se você quer saber mais sobre a ICSI e se é a melhor opção para o seu caso, agende sua consulta agora mesmo. Nosso time está preparado para recebê-la com todo o cuidado e dedicação para que você começar a construir sua família como sempre quis. Até logo!
 

WhatsApp Reprodução Humana

Contato

Telefone Clique para chamar

(86) 99432-6015

Email

bonalyzianne@gmail.com

Entre em contato e tire suas dúvidas!

Tratamentos Relacionados

Tem Alguma

Dúvida?

No intuito de viabilizar economicamente o tratamento de Reprodução Assistida para alguns casais,nossa clínica oferece um programa de FIV a baixo custo.

Fale conosco, estamos online!Agendar Consulta

Fale com nosso atendimento!

Clique para chamar